quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

CAIU JOSÉ YUNES, O COBRADOR DE PROPINAS DE TEMER



No Valor:

Advogado, conselheiro e amigo do presidente Michel Temer, José Yunes apresentou nesta quarta-
feira carta de demissão do cargo de assessor especial no Palácio do Planalto, após ter sido citado na 
delação do ex-diretor da Odebrecht Claudio Melo Filho como receptor de recursos, em dinheiro 
vivo, para a campanha eleitoral de Temer em 2014.
No documento endereçado a Temer, Yunes diz ter visto seu nome “jogado no lamaçal de uma abjeta 
delação”, segundo disse, feita por uma pessoa que desconhece e com quem nunca travou o mínimo 
relacionamento.
O advogado também classifica a delação de Melo Filho, cujo conteúdo passou a ser divulgado na 
última semana pela imprensa, como “fantasiosa alegação”, e diz não poder ver seu nome 
“enxovalhado por irresponsáveis denúncias”.
“Repilo com a força de minha indignação essa ignominiosa versão”, diz Yunes. “Para preservar 
minha dignidade e manter acesa a chama cívica que me faz acreditar nos imensos potenciais de meu 
país declino do honroso cargo de assessor da Presidência”, completou.
(…)
____________________________________

Nenhum comentário: