segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Deputado faz oração para agradecer propina recebida

Um dos “melhores” vídeos vazados até agora do inquérito da Polícia Federal sobre o Mensalão do DEM é este. Nele, o deputado Rubens César Brunelli (PSC-DF, de camisa roxa) puxa uma oração com o presidente da Câmara Legislativa, Leonardo Prudente (DEM, de camisa branca), e o ex-policial Durval Barbosa. A oração, pasmem, é para agradecer a propina acertada.

Vai ser cara de pau assim no inferno…

E se Arruda falasse? DEM nada decide sobre Arruda

“Arruda insinuou durante a conversa de duas horas com o alto comando do DEM que uma parte do dinheiro arrecadado ilegalmente por seu ex-secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, irrigou seções do partido em outros Estados.

Foi aqui que o bicho pegou – e o alto comando do DEM se sentiu emparedado.

E se Arruda abrisse o bico e contasse que o dinheiro do mensalão do DEM em Brasília ajudou o partido fora de Brasília?

Isso às vésperas de eleições seria devastador para o partido.”

INCLUSÃO DIGITAL EM SANTARÉM

Santarém ampliou o acesso à internet e todos os benefícios trazidos pela tecnologia digital com a inauguração de três novos infocentros do programa NavegaPará.
Os espaços, localizados no Pontão de Cultura Digital do Tapajós, no Fundo de Desenvolvimento e Ação Comunitária (Fundac) e na Escola Municipal Maria da Conceição Figueira Cardoso, garantem acesso gratuito e de qualidade a laboratórios de informática completos.
A abertura foi feita pela governadora Ana Júlia Carepa, durante videoconferência.
Cada infocentro tem, em média, 15 computadores cada. Somente em Santarém, mais de mil pessoas serão beneficiadas diretamente com acesso livre à internet e capacitação básica em informática.
Com esses, são dez infocentros na cidade, que tem 82 pontos conectados à internet de alta velocidade e qualidade por meio do NavegaPará. São escolas, unidades da administração pública, postos de saúde e delegacias, que melhoram a gestão e, em consequência, o atendimento à população graças à rapidez e qualidade da comunicação. Além disso, Santarém é uma das 15 cidades digitais do Estado.
---

CHARGE

Mujica é o novo presidente do Uruguai

O ex-guerrilheiro José “Pepe” Mujica foi eleito ontem presidente do Uruguai. Sua coalizão de esquerda, a Frente Ampla, derrotou o conservador Partido Nacional (Blanco), do ex-presidente Luis Alberto Lacalle, no segundo turno das eleições uruguaias.
Apurados 80% dos votos, Mujica tinha 52,8% dos votos, enquanto Lacalle obteve 43%.
Lacalle reconheceu a derrota e felicitou o rival. Em seguida, em meio a uma intensa comemoração de seus partidários nas ruas de Montevidéu, Mujica subiu em uma tribuna erguida à beira do Rio da Prata e agradeceu a seus militantes.
Mujica, que há 40 anos defendia a luta armada para a conquista do poder e a implantação de um regime marxista, transformou-se, nos últimos anos, no que ele mesmo define como um “vegetariano ideológico”.
Embora mantendo o verniz da utopia socialista, ele assumiu uma posição mais pragmática: diz que pretende atrair capitais estrangeiros, manter o sigilo bancário e fazer acordos comerciais com EUA e China.
Recentemente, Mujica declarou, com ironia, que não será Mandrake nem Papai Noel. “A vontade de repartir possui os limites impostos pela realidade de uma sociedade de mercado”, afirmou.
---

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

O IMBECIL É DO PsOL




ESSE AÍ É O INDIVIDUO

IMBECILIDADES SEM LIMITES DO PIG 2

São Paulo, 27 de novembro de 2009.

Aos profissionais da imprensa.

A respeito do artigo publicado na Folha de São Paulo, nesta quinta-feira, dia 27 de novembro, sob o título “Os filhos do Brasil” (pg. A8), de autoria do cientista político César Benjamin, onde sou citado nominalmente como participante de um almoço acontecido durante a campanha de 1994, com a presença do atual Presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, e outros interlocutores, gostaria de me manifestar publicamente para que não pairem dúvidas sobre a minha versão do acontecido:

1 - O almoço a que se refere o artigo de fato ocorreu. O publicitário americano mencionado se chamava Erick Ekwall e nos tinha sido recomendado pelo empresário Oded Grajew.

2 - Eu, Paulo de Tarso, então responsável pela campanha publicitária do atual Presidente, não me recordo da presença de César Benjamin nesse almoço - embora ele trabalhasse conosco na campanha.

3 - Confirmo a informalidade do almoço, mas absolutamente não confirmo qualquer menção sobre os temas tratados no artigo.

4 - Não compreendo qual a intenção do articulista em narrar os fatos como narrou (como disse, sequer me lembro de sua presença na mesa).

5 - Não concordo com o conceito do que foi escrito - um ataque particular à figura do Presidente da República que, na minha opinião como cidadão, independente de quem seja, deve receber o respeito da sociedade brasileira como representante maior das instituições democráticas.

Sem mais.
Atenciosamente,
Paulo de Tarso da Cunha Santos

“Eu Também Sou Filho de FHC”.



Imagem exclusiva de um novo movimento que articula-se,
nas imediações de Higienópolis e em Brasília, o movimento

Eu Também Sou Filho de FHC








Polícia Federal estoura mensalão dos demos. O que dirá o Heráclito? O Agripino? O Rodrigo? O Kassab?

Até tu, governador José Roberto Arruda?

Saiu no Correioweb:

A Polícia Federal investiga a suposta distribuição de recursos ilegais à base aliada do Governo do Distrito Federal. As investigações tiveram o apoio do secretário de Relações Institucionais do GDF e ex-delegado da Policia Civil, Durval Barbosa, que aceitou colaborar em troca de uma punição mais branda em outro caso de corrupção, revelado pela Operação Megabyte, ainda na gestão de Joaquim Roriz. Barbosa está envolvido, ainda, em outros escândalos, como o suposto desvio de recursos públicos do Instituto Candango de Solidariedade (ICS).

Segundo despacho do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ex-secretário aceitou que fossem instalados em suas roupas equipamentos de escuta ambiental. Em função disso, foi aberta a ele a participação no programa de proteção de testemunhas da Polícia Federal.

De acordo com o STJ, uma quantia de R$ 400 mil teria sido entregue pelo governador José Roberto Arruda para Barbosa, em 21 de outubro de 2008, a fim de que fosse repassada ao chefe da Casa Civil do GDF, José Geraldo Maciel. De lá, ainda de acordo com o despacho, o dinheiro “seria dissipado em diversos pagamentos menores a pessoas ainda não identificadas”. Outros R$ 200 mil teriam o mesmo destino.

---

A IMBECILIDADE DO PIG NÃO TEM MAIS LIMITES

O Presidente Lula classificou como "loucura" o episódio narrado em um artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo segundo o qual ele próprio, quando esteve preso em 1980, teria tentado estuprar um colega de cela.
Lula, que tomou conhecimento na manhã desta quinta-feira das declarações do autor do artigo, César Benjamin, está, conforme explicou seu chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, "triste, abatido e sem entender" o motivo do ataque.
"Isso é uma coisa de psicopata. Para nós é uma coisa que só pode ser explicada pela psicopatia. O Presidente está triste e falou que isso é uma loucura", disse Carvalho, ressaltando que não existe intenção de processar Benjamin, que foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT).
"Não vamos dar a mínima importância (ao episódio). Vamos nos sujar se fizermos isso. Quando a coisa é séria a gente reage. Quando não é (ignoramos)", disse.

O artigo de Benjamin,narra uma conversa que segundo o autor diz ter tido com o então candidato à Presidência da República, em 1994.
Benjamin afirma que Lula perguntou quanto tempo teria ficado preso durante a ditadura militar. Surpreendido com a resposta de que o autor passou "alguns anos na prisão", o presidente teria dito: "Eu não aguentaria. Não vivo sem boceta".
Segundo o artigo, a vítima era conhecida por "menino do MEP", em referência a uma extinta organização de esquerda. Benjamin afirma que Lula teria ficado surpreso com a resistência do menino, "que frustrara a investida com cotoveladas e socos". Segundo o autor do artigo, estavam na mesa da conversa o publicitário Paulo de Tarso e o segurança de Lula.

De acordo com Gilberto Carvalho, ele próprio conversou com o empresário Paulo de Tarso, que negou a veracidade do episódio. "Falei com o Paulo de Tarso, e ele disse que não dá pra entender o que deu na cabeça desse menino (César Benjamin)".
---



SERRA E OS PODEROSOS CHEFÕES

Os Civita têm sobrenome italiano, pensam (?) em inglês e acham que o Brasil fica entre os Jardins e o Leblon

O Altamiro Borges está de olho nas movimentações de Serra.
Curiosamente, quando enfrenta dificuldades, Serra não corre para o povo, como fez Lula em 2005.
Serra corre para a mídia.
Para os donos da mídia.
Nos anos 60, a UDN batia às portas dos quartéis. Agora, a UDN bate às portas da "Veja".
Leiam o artigo publicado no blog do Altamiro Borges http://altamiroborges.blogspot.com/2009/11/serra-visita-o-chefao-da-revista-veja.html.
E saboreiem, especialmente, o trecho final... Altamiro lembra que Roberto Civita costuma dizer aos amigos que não é a "Veja" que defende o programa dos tucanos. São os tucanos que encampam o programa da "Veja".
---

Caetano ataca a desonestidade da Veja; O Globo fez que não ouviu

O Globo escondeu de seus leitores a melhor parte da entrevista que Caetano Veloso concedeu ao jornalista e blogueiro Jorge Bastos Moreno. O depoimento omitido na edição desta quinta-feira (26) do jornal — mas apresentado em áudio na Rádio do Moreno — é uma enfurecida denúncia de Caetano contra a revista Veja.

André Cintra, Vemelho.org

“É preciso que se saiba que é abominável, que há muita desonestidade ali”, desabafa o cantor e compositor baiano, em tom enérgico. “A classe média instruída brasileira não lê direito a Veja, não acredita tanto. Mas a medianamente instruída se pauta muito por uma possível honestidade jornalística daquele veículo. Esse gente precisa ser avisada de que não há, nem de longe, sombra de honestidade naquilo.”

Classificando os articulistas da Veja como “desonestos”, Caetano citou um caso exemplar da desmoralização pela qual passa a principal revista da Editora Abril, da família Civita. O episódio ocorreu em setembro de 1995, quando Veja publicou uma ma matéria desaforada contra o DJ norte-americano Moby. “Ele diz tanta besteira que até parece o brasileiro José Miguel Wisnik — aquele sujeito que acredita que o termo ‘Big Bang’ é uma apropriação anglo-saxã da origem do universo”, escreveu Sérgio Martins na revista.

Wisnik, no entanto, jamais teceu qualquer comentário do gênero sobre a expressão “Big Bang”. A tal “apropriação” a que Veja se refere foi feita, na realidade, por Caetano, que escreveu para a revista e corrigiu as informações. Além de a carta nunca ter sido publicada, Veja voltou a atribuir a “apropriação” a Wisnik mais duas vezes. “Nunca mudaram, são desonestos. Eu não falo com eles. Outras coisas houve antes, mas essa é inacreditavelmente canalha”, resume Caetano, na entrevista.”
Matéria Completa, Aqui

---

"Battisti não será extraditado"

Deu no O Globo - 26/11/2009

Ilimar Galvão, em Panorama Político

"Battisti não será extraditado. Nossa tradição é dar refúgio. Demos para Stroessner e George Bidault"

Franklin Martins, ministro de Comunicação do governo.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Projeto Saúde e Alegria é destaque no Congresso Mundial de Hospitais

Durante o 36º Congresso Mundial de Hospitais – IHF RIO 2009, que aconteceu de 10 a 12 de novembro, no Rio de Janeiro, o Projeto Saúde & Alegria foi um dos grandes destaques.
Vencedor da categoria Tema Livre, o trabalho “Proposta de modelo de atendimento para regiões de lagos e rios da Amazônia”, apresentado pelo Dr. Fábio Tozzi, coordenador de medicina comunitária do Projeto Saúde & Alegria, relatou a experiência de atendimento médico através de uma unidade móvel localizada em um barco, o Abaré.
O Projeto Saúde e Alegria (PSA) é uma ONG que atua na Amazônia há 20 anos, trabalhando para melhorar as políticas públicas por meio do desenvolvimento integrado e sustentável da região.
Tozzi apresentou o trabalho de atendimento das populações ribeirinhas com o Barco Abaré, modelo de atendimento, ensino e pesquisa nos moldes de um Programa de Saúde da Família itinerante.
O Barco Abaré é uma Unidade Móvel de Saúde financiada pelo Terre dês Hommes Holanda que atende aproximadamente 2785 famílias ou 15.000 beneficiários de 73 comunidades nas duas margens do rio Tapajós, promovendo o acesso aos programas da atenção básica como pré-natal, PCCU, planejamento familiar, imunizações, saúde oral, saúde da criança, atendimentos médicos, pequenas cirurgias, atendimentos ambulatoriais e realizações de exames de rotina.
O Abaré está equipado com sala odontológica e de obstetrícia, equipamentos para exames clínicos básicos completos, entre outros, além de dispor de instrumentos de comunicação e educação, com espaços para palestras e oficinas de capacitação. Tem como suporte uma ambulancha, facilitando o resgate de pacientes nos casos mais emergenciais. Além de médicos e enfermeiros, palhaços, arte-educadores se juntam à equipe arrancando sorrisos e educando pessoas. Todos os anos o Abaré chega a atender mais de 18 mil casos, entre atendimentos médicos, odontológicos e de enfermagem, prevenindo doenças e salvando muitas vidas.
---

VIVO E PROJETO SAÚDE E ALEGRIA INAUGURAM TELEFONIA MOVEL EM BELTERRA

Será as 18 horas de hoje a grande inauguração da torre de transmissão que conecta o Município de Belterra pelo telefone celular.
A Vivo e a Ericsson, em parceria com outras oito empresas e entidades, inauguram hoje no município de Belterra, no Pará, a Estação Rádio Base (ERB) Pedro Teixeira. Trata-se da primeira antena de telecomunicações móveis instalada nesta região da Amazônia, com a tecnologia de Terceira Geração, e permite, além da comunicação de voz, o acesso à internet com banda larga móvel.
Já na primeira fase, a iniciativa permitirá o acesso à tecnologia 3G a mais de 30 mil pessoas em comunidades atendidas pelo Projeto Saúde & Alegria, na região Oeste do Pará
A implantação desse projeto tornará possível conectar entre elas e com o mundo as comunidades atendidas pela ONG Saúde & Alegria (PSA), que atende 20 mil pessoas de 175 vilarejos em três municípios do Oeste do Pará – Belterra, Aveiro e Santarém.
Há 22 anos, o Projeto Saúde & Alegria realiza programas de desenvolvimento comunitário nas áreas de saúde, organização comunitária, economia da floresta, educação, cultura e comunicação.
A idéia de conectar as comunidades atendidas pelo PSA surgiu no âmbito da Rede Vivo Educação, uma ferramenta interativa de articulação de pessoas e idéias em torno dos temas Educação e Tecnologia, criada pelo Instituto Vivo em dezembro de 2008. Estabeleceu-se então uma rede de parceiros para viabilizar o projeto, o que já garantiu a instalação da infra-estrutura de telecomunicação móvel de Terceira Geração.
A partir daí, o Instituto Vivo passa a dar suporte ao PSA no desenvolvimento de metodologias e práticas de aprendizagem em rede com o uso dos dispositivos de telecomunicação móvel, amplificando as oportunidades de interação das comunidades.
O Projeto Saúde & Alegria oferecerá suporte local e será responsável pelo treinamento das comunidades, orientando sobre a utilização dos aplicativos. Na rede de aprendizagem, serão atendidas numa primeira fase 15 comunidades. Nestes locais, kits de energia fotovoltaica irão recarregar os aparelhos, que serão usados na produção de conteúdos posteriormente publicados na web e/ou outras plataformas.
Além da Vivo e Ericsson, também integram o rede de parceiros do projeto: Sony Ericsson, Prefeitura de Belterra, CPqD, Bimetal, Formatto Engenharia, LaMark, Hospital Albert Einstein e Projeto Saúde & Alegria. Todos esses parceiros irão investir e alavancar recursos institucionais e a colaboração de seus profissionais para disseminar a educação e saúde por meio da comunicação móvel.
----

De Sanctis autoriza Incra a vistoriar terras griladas de Dantas

Por que o Dantas não convida o Sebastião Salgado para ir às terras dele?

Saiu no Estadão:

“Incra quer usar fazendas de Dantas para reforma agrária” O juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6a Vara Federal de São Paulo, autorizou o Incra a vistoriar as terras de Daniel Dantas no Pará e verificar a possibilidade de destinar a área para a reforma agrária.

O passador de bola apanhado no ato de passar bola, Daniel Dantas, juntou-se à tropa de choque da senadora Kátia Abreu para desconstruir o MST.
Clique aqui para ler sobre o latifúndio improdutivo da senadora.
A atitude corajosa do corajoso juiz Fausto De Sanctis deve estar na raiz dos últimos ataques que o passador de bola apanhado no ato de passar bola desfechou contra o MST.
Um deles, como se sabe, contou com a prestimosa colaboração da rede Globo, cuja equipe viajou no avião de Dantas para testemunhar as cenas dantescas.
Seria interessante se a Globo e Dantas, em lugar daquela equipe, tivesse convidado o Sebastião Salgado.

Paulo Henrique Amorim

----

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

FRASE DO DIA

Eu amo o Brasil, senhor presidente, e ficaria consternado de ver “nosso” Lula macular a tradição de acolher os refugiados

BERNARD-HENRI LÉVY, escritor e filósofo francês, é fundador da revista “La Règle du Jeu” e colunista da revista “Le Point” e de diversos jornais em diferentes países.

DUTRA É O NOVO PRESIDENTE DO PT

"Presidente da Petrobras durante a gestão de Dilma Rousseff na pasta das Minas e Energia, o ex-senador José Eduardo Dutra (SE) confirmou o favoritismo e já está matematicamente eleito no primeiro turno da disputa interna.
Ele será o principal dirigente do PT durante as eleições de 2010.
Dutra venceu o deputado José Eduardo Cardozo (SP) e sucederá Ricardo Berzoini no comando da sigla do presidente Lula.
Ontem, já falando como eleito, o ex-senador afirmou que vai trabalhar em conjunto com a atual diretoria a partir de agora. "Embora eu ainda não tenha tomado posse, o processo [de construção de alianças] já começou. Não quero começar frio."
Com 85,3% dos votos apurados até às 10h, Dutra contava com 58,5% dos votos, enquanto Cardozo, da corrente Mensagem ao Partido, tinha 18%. Dois candidatos centristas apareceram em seguida: Geraldo Magela (11,9%) e Iriny Lopes (9,8%). A esquerda petista com Markus Sokol e Serge Goulart somou cerca de 1%.
Cardozo afirmou que o resultado ficou dentro das suas expectativas e que o processo eleitoral foi tranquilo o bastante para que as correntes do PT estejam unidas em torno de Dilma em 2010.”
----

SALÃO DO LIVRO EM SANTARÉM É SUCESSO DE PÚBLICO

Na foto: Pe. Edilberto Sena autografando seu livro para a Prefeita Maria do Carmo

O grande público presente à abertura do II Salão do Livro do Oeste, idealizado pelo governo do Estado e pela prefeitura de Santarém, foi o indicador do sucesso do evento.
O segundo salão do Livro funcionará até o próximo domingo no Parque da Cidade.
Exposições literárias, oficinas, lançamentos de livros e outras atividades do evento, estão sendo realizadas num espaço refrigerado doado pela Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA) à prefeitura municipal de Santarém.
O espaço recebeu o nome de Pérola do Tapajós foi inaugurado ontem pela prefeita Maria do Carmo, o deputado Carlos Martins, a secretária de cultura Jarle Aguiar entre outros.
O II Salão do Livro reúne em Santarém 40 expositores de renome nacional. Para a prefeita, o evento representa geração de emprego, renda e uma grande oportunidade de negócios. “Encontramos no governo do Estado um grande parceiro que pelo segundo ano consecutivo nos proporciona essa grande obra de inclusão. Ao promover este evento, inserimos nossa cidade no cenário nacional. Consolidando políticas de cultura e educação como esta, proporcionamos a libertação das pessoas. Investir no conhecimento continua sendo nossa prioridade”, expressou Maria do Carmo.
Após a abertura oficial do evento, Padre Edilberto Sena lançou seu livro “Amazônia: o que será do amanhã”.
O horário de funcionamento do Salão do Livro é de 9h às 22h.
---

terça-feira, 24 de novembro de 2009

POR TRÁS DA GIPE SUÍNA

Lula dá um show de diplomacia e o PiG se estrebucha

Israel pode. Eles não

Paulo Henrique Amorim

O Irã tem um programa nuclear que provoca suspeitas nos Estados Unidos e, por conseqüência, no PiG.
Israel tem bomba atômica, o que não provoca suspeitas nos Estados Unidos e, por conseqüência, no PiG.
O Irã diz que o programa nuclear é para fins pacíficos.
O Irã desenvolveu uma tecnologia original dentro da cadeia da indústria nuclear.
O Brasil, o maior produtor de urânio do mundo, tem um programa nuclear e desenvolveu uma tecnologia original para processar urânio.
O Brasil defendeu essa tecnologia com unhas e dentes para evitar cópias piratas.
O Irã diz que defende a sua tecnologia original também com unhas e dentes e, por isso, dificulta o acesso dos Estados Unidos ao seu programa.
O Brasil, aparentemente, não quer fazer a bomba. Essa seria uma das heranças malditas do governo FHC, pior do que a indicação de Gilmar Dantas para o Supremo.
Fazer ou não a bomba é um problema que a sociedade brasileira breve terá de discutir. E o Conversa Afiada desde já se manifesta a favor da bomba.
Os Estados Unidos tem bomba; a Inglaterra tem bomba; França tem bomba; a China tem bomba; a Índia tem bomba; o Paquistão tem bomba e Israel tem bomba.
Por que o Brasil não pode ter?
Se o Irã também quer, problema dele.
O Irã diz ao Brasil que o seu programa é pacífico. O Brasil e 99% dos países do mundo acreditam.
O PiG, não.
Problema do PiG.
Se o Farol de Alexandria não tivesse renunciado à bomba como renunciou à soberania nacional, o PiG diria que a bomba só não é melhor do que os vinhos Bordeaux do Renato Machado.
O problema do PiG não é nem a bomba nem o Irã.
O problema do PiG e dos chanceleres do PiG é o sucesso da política externa independente do Presidente Lula e seu chanceler, Celso Amorim.
O presidente Lula honrou uma tradição da política externa brasileira, defendeu o Estado de Israel, a contenção dos assentamentos dos colonos judeus e a criação de um Estado Palestino Autônomo.
E fez isso diante do ilustre convidado.
O Irã é hoje um dos maiores consumidores de carne bovina brasileira.
O Farol e seus chanceleres, hoje sublocados à Globo, são adeptos da política externa da genuflexão.
A diplomacia brasileira desempenha com o Irã e outros países da região do Oriente Médio uma política de potência.
O Conversa Afiada tira o chapéu à colonista Eliane Cantanhêde que, hoje na Folha, faz uma análise isenta da relação Brasil-Irã.
O PiG, de resto, está acometido de um vírus que combina provincianismo com golpismo. Nesse aspecto, a Fox News que, aqui no Brasil, se sintoniza na Globo e na Globo News, continua a desempenhar um papel partidário, do partido do Calabar.
----

Lula cobra de Ahmadinejad menos extremismo

Lula e Ahmadinejad conversaram sozinhos por cerca de três horas no Palácio do Itamaraty. Na conversa, Lula reiterou suas preocupações com as ações terroristas e a dificuldade de avançar nas negociações pela paz enquanto os grupos radicais atuarem.
"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou do colega do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, que ponha em prática uma política democrática e de respeito à diversidade.
“No mundo em que vivemos a distância geográfica e a diversidade cultural não devem servir de pretexto para manter os povos afastados”, disse Lula. “A política externa brasileira é balizada pelo compromisso com a democracia e o respeito à diversidade. Defendemos os direitos humanos e a liberdade de escolha dos nossos cidadãos e cidadãs com a mesma veemência com que repudiamos todo ato de intolerância ou de recurso de terrorismo.”
“O Irã pode ter papel decisivo não só no Oriente Médio, mas também na Ásia Central. Confiamos na experiência milenar de sua cultura para forjar a ordem internacional harmônica em sua própria região. Será particularmente importante a contribuição iraniana para lograr a unidade dos palestinos, sem a qual suas aspirações de liberdade não poderão ser alcançadas”, disse o presidente Lula.
----

Desligue a TV e vá viver a vida

A notícia é péssima para emissoras e anunciantes.
Na primeira quinzena deste mês, de cada 100 televisores do país, só 55 ficaram ligados no horário nobre -entre 18h e 0h. A média se mantém na medição da Grande São Paulo.
A colunista Silvia Corrêa (Outro Canal), diz que obteve dados da medição feita pelo Ibope desde 2004, sempre para novembro.
Na região metropolitana de São Paulo, o índice deste ano é o menor do período -em novembro de 2005, os televisores ligados no horário nobre chegavam a 63% do total. No país, os dados deste ano empatam com os de 2007, que são os menores medidos em seis anos.
Coisas estranhas acontecem...Ibope trava quando a Record estava batendo a Globo.
O sistema de medição de audiência do Ibope na Grande SP saiu do ar na noite de domingo, impedindo que as emissoras acompanhassem a acirrada disputa travada entre "A Fazenda" (Record), "Fantástico" (Globo) e "Pânico" (RedeTV!).
Os índices deixaram de ser fornecidos em tempo real às 21h 40 e apresentaram falhas até a 0h 37 de ontem. O Ibope afirma diz que o problema foi nas operadoras de celular, que transmitem os dados dos domicílios para o instituto.
Bem na hora que a Record deixava a Globo para traz
----

O CUMULO DOS CUMULOS

SERRA INAUGURA 'LICITAÇÃO"

José Serra lançou ontem -numa solenidade com direito a banda de música e exibição de vídeo- uma obra antes mesmo que sua licitação estivesse concluída.
De um palanque no Parque São Lucas, Serra anunciou o prolongamento do metrô entre Vila Prudente e Cidade Tiradentes, com implantação de monotrilho, por 23,8 km.

COMENTÁRIO
Serra não para de “inaugurar” obras. Uma estrada é inaugurada quando os primeiros 100 metros são concluídos, re-”inaugurada” após os 200 metros e por aí vai. Agora, com 2010 chegando, a nova modalidade de Serra é a “inauguração” de licitação. Com festa e tudo.

----

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

O PAPEL DO NARIGUDO....

Como um mistério sobrenatural, o Ibope travou neste domingo, por volta de 22h, justamente quando o Programa do Gugu estava subindo bem, deixando a Record com 14 pontos contra 16 da Globo.

E, para quem não sabe, Ibope, para a televisão, é como bússula para navio em navegação. A maquininha dos números começou a dar problema a partir das 20h15, quando os resultados apareciam com cerca de 8 minutos de atraso. Às 21h, o atraso chegava a 20 minutos na tela.

Às 22h o Ibope desapareceu.

Coincidentemente, Luciano Huck apareceu no Twitter falando cobras e lagartos, afirmando que o Programa do Gugu copiava o Caldeirão dele. Como se na televisão isso fosse novidade. Ai, Huck, com tanta hora para reclamar, vai fazer isso bem quando o Ibope para?

------

CHARGE

Para 76% dos brasileiros Governo Lula é melhor que o de FHC

A pesquisa CNT/Sensus comprova que a grande maioria do povo brasileiro considera o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva muito melhor do que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
Para 76%, os sete anos do governo Lula são melhores que os oito anos da era FHC, 10% acreditam que Fernando Henrique foi melhor e 11,1% afirmaram que os dois governos são iguais. A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 16 e 20 de novembro e entrevistou 2 mil pessoas. A margem de erro é de 3%.

A pesquisa traz também a avaliação do governo e do desempenho pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva - que aumentou de 76,8% para 78,9% desde a última sondagem, em setembro. O índice de aprovação do governo federal também aumentou: de 65,4% para 70%.

Segundo o presidente da CNT, Clésio Andrade, a ministra Dilma Rousseff começa a estimular a guerra eleitoral, crescendo nas simulações e se favorecendo da avaliação negativa da imagem do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "O Serra cai em função do apoio do Fernando Henrique, que fala em nome dele, independente dele querer ou não. O apoio ostensivo de FHC é prejudicial", disse Andrade.

----

O entrave de Copenhague

Extrído do Blog do Jeso

por Tiberio Alloggio

Quem nutria grandes esperanças sobre o sucesso da Conferencia de Copenhague já anda cabisbaixo. O acordo entre China e EUA em não pré-definir metas para e diminuição de suas emissões de gases na atmosfera abalaram as expectativas positivas antes mesmo da Conferência começar.

Se para os ambientalistas a frustração já é tamanha, ainda maior o será para uma grande porção de empresários que davam como favas contadas a aprovação do REED (pagamento para serviços ambientais prestados).

A impressão que fica é que as negociações, além de estar sendo mal conduzidas, continuam focadas em questões meramente ecológicas.

A Conferência do Clima não pode ser entendida apenas como uma questão ambiental. Ela é também uma questão econômica, e se continuarem em desconsiderar esse fator, não haverá avanços.

Nesse sentido, o que está pegando mesmo é a pressão dos países ricos sobre os “emergentes”. Ou seja, a pretensão dos ricos para que os “novos ricos” venham a ter as mesmas obrigações deles.

Enquanto isso, os países emergentes (do quais Lula é porta-voz) continuam sustentando a tese que são os países ricos (que já desmataram) que devem pagar a conta.

Lula e o Brasil mantêm a estratégia de responsabilizar os países ricos pelo aquecimento global, principalmente pelo que fizeram no passado. É um conceito de “dívida” ambiental que pode não funcionar se os “emergentes” não oferecerem contrapartidas.

Eles não querem prejudicar o próprio crescimento econômico. Que foi um dos motivos pelo qual o Brasil não queria assumir compromissos de redução da emissão dos gases de efeito estufa (GEEs).

Mas como a maioria das fonte de emissões brasileiras não são produzidas pela indústria, mas sim pelo desmatamento das florestas, a redução do desmatamento não tem como comprometer o crescimento econômico, pois a maioria do desmatamento é resultante da incultura e dos interesses predatórios escusos.

Além do mais, o Brasil possui território suficiente para aumentar a sua produção agropecuária, sem necessidade de desmatar. Enquanto para a redução das emissões do setor de transportes tem na manga a carta da alternativa dos biocombustíveis.

Ao valorizar mais a floresta preservada do que a desmatada, o Brasil resolveu assumir metas de redução das emissões que não comprometem seu crescimento econômico.

Por isso, o Brasil acabou por anunciar suas metas de redução antes da conferencia, mas mesmo assim não conseguiu que China e EUA mostrassem as suas.

Por ter antecipado as metas, antes do acordo anunciado pelos Chino-Americano, Lula e o Brasil deverão se sair bem na foto. E não poderão ser culpado pelo eventual fracasso da conferencia. Na qual, poderão cobrar metas e recursos aos demais países ricos.

Enfim, o Brasil continua bem no jogo.

Essa postura brasileira, teria sido mais uma intuição de Lula, ou o resultado de sua estrela?

Embalado pela imensa popularidade interna, Lula parece estar mostrando certeza que irá salvar a Conferência do Clima em Copenhague.

Nesse sentido, não se pode esquecer que sua popularidade não é apenas interna, mas que o presidente do Brasil goza também de uma imensa popularidade externa. Alcançada pelo seu carisma pessoal.

Ao assumir metas, e exigir que os demais também as assumam, em escalas maiores (no caso dos países ricos), Lula deu mais uma tacada de mestre.

Mas tudo indica que com o acordo China-EUA, Lula e o Brasil terão que se contentar (por enquanto) com promessas vagas de dinheiro para subsidiar a redução do desmatamento.

E que, inclusive, será cobrado para demonstrar que as metas propostas para acabar com o desmatamento são viáveis, e não apenas “meras intenções”.

Enfim, o jogo em Copenhague está apenas começando.

---

Quem acredita em pesquisa pode notar que Serra perdeu cerca de 15% em intenções de voto em primeiro turno”

"Os diferentes cenários de primeiro turno elaborados pela CNT/Sensu, mostram tendência de crescimento da potencial candidata do governo à Presidência da República, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.
Isso ocorre ao mesmo tempo em que o principal candidato da oposição, José Serra, tem um comportamento entre estagnação e queda, principalmente quando se compara a pesquisa divulgada hoje com as de dezembro do ano passado.
Na primeira lista apresentada pela CNT/Sensus aos entrevistados, Serra aparece na frente de Dilma para primeiro turno, com 31,8% de intenções de voto, seguido pela ministra, com 21,7%. Em terceiro lugar, aparece o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), com 17,5%. A senadora Marina Silva (PV-AC) tem 5,9% e vem em quarto lugar.
O diretor do Sensus, Ricardo Guedes, observou que, mesmo sendo essa lista inédita, é possível notar que Serra perdeu cerca de 15 pontos porcentuais em intenções de voto em primeiro turno, quando se compara esta lista com cenários elaborados em dezembro do ano passado.
Segundo Guedes, em dezembro de 2008, Serra tinha 46,5% de intenções de voto, enquanto Dilma tinha 10,4% e a ex-senadora Heloisa Helena (PSOL) - que na época era uma potencial candidata - tinha 12,5%.”
Pesquisa Completa, Aqui

Gilmar transformou o Supremo num botequim

Nos botequins do (genial) Lan a linguagem é mais “douta”

Saiu no estadão, pág. A4:
“Caso Battisti expõe crise no STF. Relações entre ministros beiram o vale-tudo, seja nos julgamentos em plenário ou no trato do dia a dia… Em conversas reservadas há ministros que até xingam colegas por desavenças ocorridas durante os julgamentos.”
Clique aqui para ler sobre a grosseria (para dizer pouco) do Ministro Cezar Peluso, depois da decisão do STF sobre Battisti.
E aqui para ler sobre o troco que ele e Gilmar levaram do Lula.

O Conversa Afiada
se considera pioneiro na denúncia de que Gilmar Dantas, ao tentar o Golpe de Estado da Direita, ia desmoralizar o STF e, portanto, o Judiciário brasileiro.
O Conversa Afiada denunciou a tentativa de Golpe do Gilmar: tomar manu militari as funções do Legislativo e do Executivo.
Denunciou a criação de uma Corte Privada de Justiça, o Conselho Nacional de Justiça, que se transformou numa Corte Suprema de Apelação que responde só a Ele.
O Conversa Afiada demonstrou que o Presidente Lula acabou com a oposição no Brasil: só sobraram o PiG e o Gilmar Dantas.
E, por fim, a desmoralização do próprio Supremo.
Que saudades da presidente Ellen Gracie, aquela que levou bomba na Organização Mundial do Comércio.
Pelo menos, presidiu a Casa com recato e serenidade.
E não tentou Golpe nenhum.
Não é preciso dizer mais nada.
Que o corajoso Ministro Joaquim Barbosa fale por todos os brasileiros.
Clique aqui para rever o vídeo histórico em que Joaquim Barbosa diz que Gilmar desmoralizou a Justiça e trata o resto do Brasil como se fosse um bando com medo de seus capangas.
Gilmar Dantas é a pior herança do Farol de Alexandria (aquele que leva dezoito anos para reconhecer um filho)
Viva o Brasil !

Paulo Henrique Amorim
----

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

RELAXE E GOZE

Eric Clapton - I Shot the Sheriff

A gravidade da crise dos jornalões impressos

Alguém ainda acha que a crise dos jornalões é uma bobagem?
Do jeito que a coisa vai, num futuro breve vão sobrar cães carentes de seu mais apreciado hábito matutino…
Quando você descobre que a Folha de S.Paulo, considerada um dos três mais influentes jornais do país, vendeu em média 21.849 exemplares diários em bancas em todo o território nacional entre janeiro e setembro de 2009, é possível constatar a abissal queda de circulação na chamada grande imprensa brasileira. Em outubro de 1996, a venda avulsa de uma edição dominical da Folha chegava a 489 mil exemplares.

Leia texto completo
-----

A ARTISTA JEANNE CLAUDE FALECEU



A artista, esposa do também artista Christo, faleceu dia 18 deste mes.

A obra do dois ficou famosa por enrolarem em panos monumentos famosos, como por exemplo o Parlamento alemão.

Na página do casal pode-se apreciar mais do que fizeram juntos.

---

Peluso não sabe como redigir decisão do Supremo sobre Battisti

Ministro, não se preocupe. A gente escreve.

Saiu na capa do Globo:
“Supremo ou Superior – STF não consegue explicar decisão sobre caso Battisti… o relator do caso, ministro Cezar Peluso, deixou clara a sua irritação com o resultado do julgamento.
Peluso disse que não tem condição de redigir o texto do acórdão que resumirá a decisão final. ‘Não tenho condições intelectuais de sequer resumir com inteira fidelidade o douto raciocínio da maioria’, reclamou.”

Modestamente, Ministro Peluso, este Conversa Afiada considera dispor de condições intelectuais para resumir com inteira fidelidade o douto raciocínio da maioria.
É simples.
Quem decide é o Lula.

Paulo Henrique Amorim

Enquanto isso....Lula diz
"Depois que eu receber a decisão, eu vou tomar a decisão", disse o presidente a jornalistas em Salvador.
"Esse não é um assunto que eu possa ficar insinuando o que eu vou fazer. Eu tenho que fazer, vou fazer, e quando eu fizer toda a imprensa brasileira vai saber", afirmou.
"Já disse para ele [Battisti]: pare com a greve de fome, porque eu já fiz greve de fome e é um ato de desespero ou de ignorância, eu jamais faria outra vez. Isso não ajuda a ele, nós não estamos mais no momento de ficar recebendo esse tipo de pressão", disse o presidente.
Lula manifestou tranquilidade em relação ao caso.
"Estou muito tranquilo, porque quem já passou pelo que já passei, já fez o que eu fiz, não vai ficar preocupado com o caso Battisti. É mais um caso."
----

CHARGE



Yes, nós temos Fernando Lugo


Enquanto estaria nos planos de FHC reconhecer o filho com a ex global, o ex assessor do FHC (aquele de bigodinho ridículo) torna público, mais um filho.
O Leonardo, de 20, com a ex cozinheira, Maria Helena Pereira.

ZÉ MORTÁGIO

Serra teve seu dia muito pior do que "relaxa e goza".

No twitter, soltou essa frase macabra:

"Antes que me soterrem de perguntas sobre o Metrô... rs"

(rs é abreviação de "risos" na internet).

Qualquer cidadão que se lembra da cratera do metrô não deve ter achado graça nenhuma.
Imagine as famílias e amigos das 7 vítimas soterradas.



Se fosse Lula ou Dilma que falasse isso, a imprensa faria escândalo. Repetiriam diariamente na TV durante meses, até em programa de culinária.
---

PETISMO NAS URNAS

Os filiados que o PT convoca para a eleição interna neste domingo pretendem dar início à retomada do protagonismo petista num horizonte em que, pela primeira vez, Luiz Inácio Lula da Silva não é presidente ou candidato.
Sob o governo Lula, o partido cresceu. Passou de 828,7 mil filiados em 2002 para 1,35 milhão. No Executivo, passou de 174 prefeitos para 545 e de 3 governadores para 5. No Senado, de 7 para 10, enquanto na Câmara Federal se manteve estável.
A aliança com o PMDB e com outros partidos que não os históricos aliados à esquerda (PCdoB, PSB e PDT) é amplamente defendida pelos candidatos no PED, em diferentes escalas de maior ou menor simpatia. Nenhum deles, porém, abre mão das rédeas da elaboração do programa de governo de Dilma.
“Não adianta querer ser protagonista se não tiver voto, por isso a prioridade também é aumentar as bancadas”, afirma José Eduardo Dutra (Canddato do ex campo majoritário e provavel novo presidente) que não acredita em grandes alterações na relação do partido com o Planalto no pós-Lula. “Será um governo de coalizão, assim como este”.
Em Minas Gerais e no Rio o PT terá as disputas mais decisivas do Processo de Eleições Diretas deste domingo. A divisão entre os cerca de 40 mil filiados do PT mineiro aptos a votar escolhem entre cinco candidatos a presidente do diretório estadual e 12 chapas locais. Assim como no Rio de janeiro.
Mas o que importa para o PT é valorizar todas as chapas”. Pode ser o prenúncio de uma nova fase do PT. Se Dilma vencer as eleições claro.

---

Abelardo e o Torturador instauram ação contra Protógenes, já é a 13ª

O ínclito delegado Protógenes Queiroz recebeu a Portaria número 174/2009, da Corregedoria Geral da Polícia Federal, que instaura processo disciplinar para apurar a responsabilidade funcional do servidor Protógenes Pinheiro de Queiroz, delegado de primeira classe, matrícula 8452, “em virtude de cometer a pessoas estranhas à Polícia Federal encargo de natureza policial durante a Operação Satiagraha”.

O emprego de funcionários da Abin é legal e a Procuradoria Geral da República considerou que não houve nenhuma irregulalidade – clique aqui para ler.A Polícia Federal do dr Correa, acusado de torturar empregada doméstica, não descobre o áudio do grampo, não indicia os empreiteiros da Operação Andréia Michael, não descobre o resto do dinheiro do Daniel Dantas, que seria bloqueado com a segunda fase da Operação Satiagraha.
E adquiriu o hábito de não prender criminosos que por acaso usem colarinhos brancos.
Ele agora se especializa em prender velhinhos do INSS ou “pés-de-chinelo”.
O dr Correa está a fim da cabeça do Protógenes.
Foi no que deu a Polícia Federal republicana do dr Paulo Lacerda.

Paulo Henrique Amorim

---

SERRA MANDOU E GOOGLE OBEDECEU: SUMIRAM AS IMAGENS DO DESABAMENTO DO RODOANEL



DEM-OSTENES NÃO SE CONFORMA

O Senador Demóstenes Torres, trabalhando

Demóstenes fez um ataque pesado.
Para ele, o Supremo foi "fraco", indeciso", "pusilânime" e "se apequenou", ao não fazer tudo que o governo italiano solicitava.
Afirmou ainda que entre a desonra e o confronto com o Executivo, a instância máxima do Judiciário brasileiro optou pela desonra
.
Como bem observou Paulo Henrique Amorim, o Senador e Gilmar Mendes voltaram a agir à ribalta, juntos, como Gene Kelly e Fred Astaire, para interpretar o quadro “Se não for como eu quero, não é”, de Cole Porter.
Clique para ler “Gimar não se conforma “.
Mas sim senador, cadê o grampo?
----

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

OLHANDO O CONFLITO ARAPIUNS

texto extraido do Blog do Jeso

por Tiberio Alloggio

Focar os conflitos da Gleba Nova Olinda só na questão Indígena (3 comunidades) com faz o Inácio Régis é conversa para BOI DORMIR.
Todo mundo sabe que seu envolvimento na região é por ele ser “assessor do Dep. Lira Maia”, pelo qual rodou e roda a Gleba Nova Olinda I para fazer a campanha politica do ex prefeito de Santarém.

Mas vamos aos fatos e refrescar a memoria:

A Gleba Nova Olinda integra um conjunto de glebas estaduais com extensas áreas de florestas primárias que juntas possuem uma área de aproximadamente 1.200.000 hectares, localizadas entre os municípios de Santarém, Aveiro e Juruti.
Duas frentes de destinação de terras promovidas pelo estado do Pará vêm possibilitando a retirada de grandes quantidades de madeira na Gleba Nova Olinda, ocupada há dezenas de anos por 14 comunidades, das quais 3 reivindicam o reconhecimento de sua identidade indígena: Autorizações de Detenção de Imóveis Públicos (ADIPs) e Permutas de Terras Públicas com grupos de empresários do setor madeireiro.

- As ADIPs foram concessões estaduais encontradas (pelos Governos Jader Barbalho e Almir/Jatene) de uso da terra que formalizavam o direito de exploração dos recursos naturais, impedindo desta forma que a situação fundiária fosse um empecilho para a atividade madeireira.
No desenrolar da distribuição dessas autorizações, ignorou-se deliberadamente a ocupação tradicional da área. Com a entrada em vigor do artigo 83, da Lei Federal 11.284, de 2 de março de 2006, que delegou aos órgãos estaduais a aprovação da exploração de florestas, os pedidos de licença que antes passavam obrigatoriamente pelo Ibama, começaram a ser aprovados, com grande agilidade, no governo Jatene pela Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente (Sectam), atual Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA).
Entre os anos de 2003 e 2006, foram concedidas 55 Autorizações de Detenção de Imóvel Público (ADIPs) para diferentes regiões do estado do Pará, sendo que cinco para a Gleba Nova Olinda.

- A outra frente de destinação se deu em torno de áreas permutadas que remontam ao Projeto Integrado Trairão, desenvolvido pelo ITERPA no final dos anos oitenta no município de São Felix do Xingu, em área ocupada há dezenas de anos por índios do grupo étnico Kayapó.
Devido à situação de insegurança que se encontravam as comunidades foram realizadas oficinas de mapeamento participativo que possibilitassem a geração de dados e mapas da área a partir do conhecimento e da percepção territorial das comunidades tradicionais residentes.
Em junho de 2007, o Instituto de Terras do Pará (ITERPA) declarou considerar a Gleba Nova Olinda como prioritária para o processo de regularização fundiária.
Sucessivamente o governo do Estado do Pará estabeleceu limitação administrativa provisória sob uma área de aproximadamente 1,3 milhão de hectares, que envolve quatro glebas localizadas na região, com o objetivo de viabilizar as ações de Ordenamento Territorial nessas áreas.
O Decreto nº 1.149/08, assinado pela governadora Ana Júlia Carepa, submeteu a interdição do Estado as glebas Nova Olinda, Nova Olinda II, Curumucuri e Mamuru, até que o governo decidir o tipo de destinação para cada uma delas. O decreto é resultado do desempenho do Grupo de Trabalho Mamuru-Arapiuns, formado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente – SEMA, Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará – Ideflor e Instituto de Terras do Pará – Iterpa que, buscando exercer a gestão compartilhada.
Durante o período de limitação administrativa provisória, foram realizados estudos e a identificação do uso mais adequado das áreas.
Em Agosto deste ano (2009) a Governadora Ana Júlia bateu o martelo sobre a proposta que define um mosaico de usos para esse complexo de glebas, com foco na proteção das comunidades tradicionais, de áreas de interesse ecológico e o planejamento de longo prazo das áreas com potencial econômico.

O que está sendo questionado pelo Movimento do Arapiuns (48 comunidades indígenas e não) é o seguinte:

1) O tamanho do Assentamento Vista Alegre, que diminuiu pela presença-renovação das ADIPs, que apesar de todas as promessas do Governo de acabar com elas, continuam sendo renovadas (ano após ano). Os detentores das ADIPs são indicados como os principais responsáveis da exploracão predatória de madeira.
(vejam inclusive o relatório do IBAMA (Vieira) sobre a região e suas recomendações).

2) A solução fundiária das 3 Comunidades que se auto-reconhecem como indígena, (independentemente do que Inácio Régis possa pensar).

3) O controle e fiscalização da exploracão de madeira da área. Burlar os plano de manejo foi comprovadamente verificado pelo IBAMA (Vieira) e por um sobrevoo da região ao qual eu mesmo participei em 2008 (corte raso da floresta e fora das áreas de manejo).

Obvio que as justas reivindicações do Movimento Arapiuns não justificam atos de vandalismo quais a Queima da Madeira cometida por alguns. Mas é sempre bom lembrar que o vandalismo sempre ocorre quando os ânimos ficam alterados.
Mas nada que se compare com a grilagem de terras, o corte e a exploracão ilegal de madeira, pois isto sim é crime.

Enfim…a lobbie ruralista da qual Inácio Regis faz parte e a Imprensa Mercantil local que os apoia continuam misturando as cartas... publicando conversa para boi dormir.

---

O PIG FURIOSO

A imprensa está se aproveitando e fazendo com o filme "Lula o filho do Brasil" que estreou essa semana na abertura do Festival de Cinema de Brasília e entra em circuito comercial em janeiro - o que não conseguiu fazer no mundo real com nosso chefe de governo: quer desconstruir a história pessoal, familiar, política e de vida, enfim, do presidente da República.
Por estranho que nos possa parecer, o filme saiu do circuito das artes, da cultura, direto para as páginas da política, inclusive com chamadas nas primeiras páginas dos jornais.
O Globo, por exemplo, além de quase metade da chamda da 1ª página hoje, dedica mais três inteiras na política/nacional, mais duas no Segundo Caderno, para botar para baixo o filme.
A Folha, idem na 1ª e toda uma página de seu caderno Ilustrada.
Acusam-no de ser propaganda do PT e do presidente Lula para favorecer a candidatura ao Planalto de Dilma Rousseff, ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República.
Ora, o filme apenas retrata - como o faz outra obra, "Os Dois Filhos de Francisco", tão elogiada por toda a mídia e críticos - a vida de uma família semelhante a de milhões de brasileiros e brasileiras que migraram do Nordeste para o Sul.

EM TEMPO: Ao invés do PIG continuar "perseguindo" o Presidente Lula, porque não fazem um filme sobre FHC? Quem sabe do tipo "Os filho do Fernando Henrique Cardoso?
Qua ...Qua...Qua....
Qua ...Qua...Qua....
---

O FAROL EM FOFOCAS 3

Diferente da filha rica de FHC, que era "fantasma" e ficava em casa recebendo salários do gabinete de Heráclito Fortes, A mãe do filho recém descoberto trabalha dando expediente como copeira, e o filho pobre com carregador.
Segue o texto de Cláudio Humberto:

Filho de FHC e a mãe trabalham no Senado


“Príncipe da sociologia brasileira”, FHC disse uma vez que tinha “um pé na cozinha”. Maria Helena Pereira, a negra que o impressionou pela formosura e lhe deu outro filho fora do casamento, continua com o pé na copa. A mãe de Leonardo, o filho mulato de FHC, ainda é a copeira do gabinete 22, do senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB), na Ala Teotônio Vilela do Senado. Trabalha todo dia lá, no período da tarde.

Trabalhador
Leonardo, 20, o filho de FHC que esta coluna revelou ontem, também trabalha no Senado, como a mãe. É um modesto carregador.
Desconfiança
Ruth Cardoso demitiu Maria Helena da casa de FHC, após conhecer Leonardo. Achou o menino muito parecido com seu marido.
Ajuda investida
Com ajuda de FHC, a ex-empregada Maria Helena, mãe do filho dele, comprou duas quitinetes e uma loja em Riacho Fundo (DF), que aluga.
-x-x-x-

Em tempo: a suposta mãe de mais um filho de FHC é copeira de um Senador. O filho também trabalho no Senado.

Não temos nada com a vida privada de FHC, se isso é verdade ou não, é problema dele e da sua família. Isso não é assunto que interesse a ninguém, a não ser por um fato curioso: sua prole adora um emprego no Senado.

Que o diga sua filha que não aparecia no gabinete para trabalhar.

-----

PT às Urnas

Neste domingo o Partido dos Trabalhadores em Santarém muda de diretoria. Uma chapa de consenso, com a participação de todas as correntes petistas deve "amornar" a discussão local.
A chapa é encabeçada pela ex-coordenadora do extinto Instituto Sócio-Ambiental do Município (ISAM), Luzia Fati, que tem como vice a ex-vereadora Odete Costa.
No mesmo dia serão realizadas as eleições gerais do PT para escolher seu novo presidente nacional, além de definir a composição e a liderança dos diretórios estaduais da legenda.
Um dos fundadores do partido, mas desfiliado desde 2003, o sociólogo Chico de Oliveira não acredita em mudanças substanciais na sigla, seja qual for o resultado do pleito.
"O que vai acontecer é que, se a Dilma Rousseff ganhar, o partido terá maior importância do que tem hoje", avalia, ao se referir a um aumento da influência do PT no governo federal em caso de vitória da atual ministra chefe da Casa Civil.
Oliveira saiu do PT por divergências em relação às políticas -consideradas por ele "neoliberais" - implementadas pelo governo Lula à época. Em seguida, ajudou a fundar o PSOL, com o qual também viria a romper posteriormente.
A disputa interna no PT está polarizada entre a corrente Construindo um Novo Brasil, favorita e encabeçada pelo ex-diretor da Petrobrás José Eduardo Dutra, e a oposicionista Mensagem ao Partido, liderada pelo deputado José Eduardo Cardozo (SP).

Terra Magazine - Qual a importância da eleição à presidência do PT para a definição dos rumos do partido hoje? Haverá mudança ou tudo fica como está?
Chico de Oliveira - Tudo fica como está. Qual é a corrente principal de novo? O ex-Campo Majoritário (NR: agora chamada de Construindo Um Novo Brasil). A única oposição é do José Eduardo Cardozo, que é muito minoritária dentro do partido. Não há mudança e, principalmente, os nomes mais importantes do mensalão farão parte da diretoria (da chapa favorita). Não vai haver mudanças.

A direção do partido continuará subordinada às necessidades políticas do presidente Lula?
Sempre está subordinada. O que vai acontecer é que, se a Dilma Rousseff ganhar, o partido terá maior importância do que tem hoje (dentro do governo).

Por quê?
Porque a Dilma Rousseff não tem história dentro do partido. Ela é isolada; na verdade, ela foi tirada da manga do colete do presidente Lula e ela vai ter que formar quadros para governar.”
Entrevista Completa, Aqui
---

Chupeta para o PIG

O PIG e Folha estão babando, doidos para que o Lula expulse Cesare Battisti.

E faça a vontade da Itália e seu governo mais do que corrupto.

Eu, porém, não acredito que o Lula participe desse jogo sujo.

E desse STF, que segundo o Nassif, é o menos qualificado dentre todas as composições de ministros.

E que só envergonha o Brasil.

---

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Palavra final é de Lula

Por 5 a 4, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem autonomia para deliberar em última instância sobre a extradição do ex-ativista de esquerda Cesare Battisti para a Itália.
No entendimento da maioria dos ministros, o presidente tem respaldo constitucional para decidir a questão porque envolve as relações diplomáticas do país.
A decisão foi sustentada pelos ministros Cármen Lúcia, Eros Grau, Carlos Ayres Britto, Joaquim Barbosa e Marco Aurélio Mello.
"O Judiciário aparece como um rito de passagem, uma passagem necessária como um rito. O processo extraditório começa e termina no Executivo", disse Carlos Ayres Britto.
A decisão dos ministros do STF segue a posição do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que defendeu que Lula, como chefe de Estado e de governo, seria responsável pela condução das relações internacionais brasileiras e, portanto, teria o direito de escolher se envia ou não Battisti para a Itália.
---

Gilmar sinuca Lula

Gilmar Mendes desempatou a votacao no STF que por 5 a 4 decidiu a favor da extradição de Cesare Battisti.
Agora o Supremo está discutindo se será o Presidente Lula que terá a última palavra.

Comentário

A oposição atingiu seu objetivo: o impasse entre o Judiciário e o Executivo.
Lula, sob pena de ficar desacreditado, tem que usar, com destemor e autoridade, de sua competência, não extraditando o Battisti, já que, mesmo contra o entendimento(?) de Gilmar Mendes, a decisão do STF, no caso de extradição, é apenas autorizativa.
--

A Record flagra manipulação grave da Globo

Na guerra aberta entre Globo e Record, um episódio que envergonha ainda mais o “jornalismo” que a “grande” mídia quer nos empurrar.
O bom trabalho do repórter Afonso Monaco mostrou, de maneira inequívoca, que Cesar Tralli, não apenas manipulou informações, mas, o que é pior, falsificou a sua própria entrevista. A tradução da entrevista que fez com o promotor americano foi modificada para corroborar o que ele queria demonstrar. A tradução que a reportagem da Record fez está correta, como o áudio confirma.
Veja o link a seguir, em especial no trecho entre 5:05 – 6:20:
http://videos.r7.com/record-rebate-acusacoes-da-globo/idmedia/b6e3c19da6d0463755c07d9901ed7d2b.html
Observe que o “engano” na tradução somente ocorre no ponto onde a modificação é crucial.
Uma vergonha!
Clique aqui se não estiver vendo.
É esta a liberdade de imprensa que a Globo, a FSP, etc. defendem ? Este pessoal não consegue se ater à verdade factual… Pelo visto, dar os conhecidos vieses não é mais o suficiente.
----

O FAROL EM FOFOCAS 2

Por Rodrigo Vianna

A informação está no blog do jornalista Cláudio Humberto - que foi assessor de Collor, e hoje escreve na internet, além de assinar colunas em vários jornais Brasil afora.
Cláudio Humberto diz que Maria Helena Pereira - ex-empregada de FHC - teria tido um filho com o patrão. O garoto, sempre segundo o blog do Cláudio Humberto, chama-se Leonardo, tem 20 anos e trabalha numa repartição pública - http://www.claudiohumberto.com.br/principal/index.php.

O jornalista diz que ligou para a asessoria de FHC, na tentativa de confirmar a informação. Mas não obteve resposta.
Longe do legado de Florestan, FHC fez-se homem cordial (na acepção de Buarque): e reviveu Gilberto Freyre?

Por hora, vale a máxima cunhada pela "Folha", a respeito da ficha (aquela, sim, falsa) de Dilma: a informação não pode ser confirmada, mas também não pode ser descartada. Vamos aguardar.
Leonardo teria quase a mesma idade de Thomas
(filho do ex-presidente garanhão com uma jornalista da Globo). Na época, FHC era senador, e pelo visto tinha os hormônios à flor da pele. Outro dado curioso: Leonardo não foi mandado para o exterior, como Thomas. A mãe teria ganho uma casinha na periferia de Brasília (lá, eles chamam de "entorno").
A mãe de Thomas é branca. A mãe de Leonardo é negra
.
FHC gostava de alardear sua relação de amizade (e de proximidade intelectual) com o grande Florestan Fernandes. De fato, os dois foram amigos. As duas famílias se frequentavam. Mas, no fim da vida, o velho Florestan estava muito desgostoso com FHC... Não pelos hábitos romântico-sexuais do tucano. Mas pelas posições políticas.
Tanto que Florestan (o pai) nem foi à festa da posse de FHC, em janeiro de 95.

Como sei disso? Eu fui à festa com o convite do velho Florestan. Eu cobrira a posse, em Brasília, pela TV Cultura, e queria acompanhar de perto a festa no Itamaraty. Florestan (o filho - amigo de longa data) me passou o convite do pai - que ficaria sem uso. Interesse jornalístico. Mas havia uns vinhos bons. Disso eu me lembro bem.
Florestan Fernandes nem chegou a acompanhar a aventura neo-liberal de FHC no governo, porque o velho sociólogo morreu pouco tempo depois da posse...
Se confirmada a informação de que FHC teve um filho com a empregada
(repito, é preciso aguardar o pronunciamento de FHC), seria mais uma demonstração simbólica de que o tucano abandonou mesmo o legado renovador de Florestan. Preferiu a velha tradição da Casa Grande&Senzala. Gilberto Freyre vive?
Tudo isso seria uma questão de cunho puramente pessoal. Mas há um detalhe: FHC foi presidente, teve que apresentar declarações de IR quando se candidatou. O (s) filho (s) apareciam como dependentes? Estamos diante de um ex-presidente (e ex-ministro da Fazenda) que não dava muita bola pra essas coisas, é isso?
Um homem cordial - na verdadeira concepção buarquiana do conceito.
O "cordial" para Sergio Buarque de Holanda não significava "gente boa", ou "gentil" - como imaginamos no senso comun. "Homem cordial" é aquele que age pelo coração - não segue as regras (impessoais) que devem reger uma República. O que importa são os laços afetivos, de proximidade e compadrio.
Sergio Buarque de Holanda vive.

Fernando Henrique Cardoso é que eu já não sei mais se vive.
O sociólogo se foi há muito tempo. O presidente - por falta de compostura (política) - também está apagando sua imagem.
Um fim tristonho. Mas o (s) filho (s) não tem nada com isso. Que sejam felizes!

Leia mais »
----

Em meio à críticas, filme que conta história de Lula é aplaudido na primeira exibição

“Lula, o filho do Brasil foi exibido durante a noite de estreia do Festival de Cinema de Brasília. A sessão contou com a presença da primeira-dama e de muitos políticos

A primeira exibição do filme Lula, o filho do Brasil terminou com aplausos de uma sala lotada por cinéfilos, mas principalmente por políticos e fãs.
O filme do diretor Fábio Barreto abriu na noite desta terça-feira (17) o 42º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. A exibição aconteceu no Teatro Nacional Claudio Santoro, com capacidade para 1.300 pessoas, mas recebeu cerca de 1.600.
A sala lotada, inclusive, gerou críticas dos produtores. Muitas pessoas assistiram ao filme de pé.
A produção conta a história de vida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva antes da sua chegada à Presidência - desde o seu nascimento, em 1945, até a década de 80, quando virou líder sindical no ABC Paulista.”
Matéria Completa, Aqui
---

terça-feira, 17 de novembro de 2009

O FAROL EM FOFOCAS

por Rodrigo Vianna

"Caros Amigos" contou a história do filho de FHC há 9 anos; mas a (ex) grande imprensa preferiu esconder o caso
Agora, recebo de uma fonte - que conhece de perto os bastidores da família Cardoso - mensagem com outros detalhes sobre a história de FHC e o filho fora do casamento:
"O romance da Miriam com o FHC começou na época em que ele era senador. Portanto, bem antes dele ser ministro e Presidente da República. A relação passou por várias crises, numa delas a Miriam trocou o FHC por um deputado do PSDB do Rio de Janeiro. O FHC teve uma crise de ciúmes, contam em Brasília que ele teria chegado a fazer um escândalo na porta do apartamento onde o deputado morava. O M. (que foi diretor de jornalismo de uma importante emissora) teria levado o amigo senador embora.
Vou te contar uma história que você pode publicar mas não dê a fonte. Como você sabe, o FHC era brigado com o Quércia, por causa da campanha para a prefeitura de São Paulo. Em 93, antes de começar a campanha presidencial, o FHC queria falar com o Quercia, mas como eles estavam brigados, procurou um amigo em comum.
O tal amigo reuniu um dia os dois em sua casa. Depois de muita conversa mole, o Quércia, que também era candidato a presidência, foi direto ao assunto:"afinal Fernando oque você quer falar comigo." O FHC então pediu para o Quercia não falar durante o horario eleitoral sobre o filho dele(FHC) com a Miriam Dultra. O Quércia soltou uma gargalhada e respondeu: Fernando, logo eu que tenho filho fora do meu casamento, qual o motivo que teria para falar do seu?
Essa é boa e de fonte segura."

Observações deste "Escrevinhador":

- não sei se Quércia tem mesmo filho fora do casamento (e pouco me importa);

- o fato de FHC ter um filho fora do casamento só tem relevância porque o filho é com uma repórter da TV Globo - que é concessionária de serviço público, e tem influência nos procesos eleitorais.

As perguntas que devemos fazer são: por que a Globo aceitou "esconder" Miriam Dutra na Europa; o que a Globo ganhou em troca? Como FHC pagava a pensão? Ou não pagava?

São questões relevantes, sim, ao contrário do que tentam demonstrar alguns colunistas da (ex) grande imprensa.

O assunto entrou em pauta porque Monica Bergamo publicou nota na "Folha", neste domingo, informando que FHC vai reconhecer o filho.

DRENAGEM PROFUNDA EM SANTARÉM












Os trabalhos de drenagem profunda em pelo menos cinco bairros de Santarém continuam.
As obras estão em fase de escavação e assentamento da rede drenagem profunda.
Na Rua Leão 13, no Jardim Santarém, os trabalhos prosseguem através da construção de poços de visita e assentamento da tubulação com rede dupla, cuja extensão está se aproximando da Rua Girassol.
Já na Avenida Tancredo Neves, no bairro da Nova República, o sistema da rede de drenagem pluvial se aproxima da Rua Caranã, correspondendo à primeira fase da obra, sendo que a via será recapeada no trecho entre a Avenida Sérgio Henn e Everaldo Martins.
Já no trecho até a Rodovia Santarém-Cuiabá, haverá nova pavimentação, que segundo a titular da SEMINF, Alba Valéria, deverão ser sanados definitivamente os problemas de alagamento naquela área.
Outras frentes de serviço atuam nas Ruas Magnólia, no Aeroporto Velho, Margarida, no Santarenzinho e Rodovia Curuá-Una, próximo ao Mercadinho da Prainha. Na Magnólia, estão sendo construídos os sarjetões, que são sistemas de coleta por onde a água passa antes de seguir para a drenagem. Na Margarida, a erosão formada durante o inverno está sendo aterrada e na Magnólia, está sendo construída a rede de drenagem através da escavação e assentamento da tubulação.
----

Lula diz que elite política empodrecida não aceita alternância do poder

A entrevista do presidente Lula na Rede TV foi sensacional.
Qual trecho que vocês gostaram mais? Há muitos e até fica difícil escolher.
Um dos mais importantes, resumiu tudo o que acontece no Brasil com esse clima de golpismo permanente da elite (e é preciso lembrar que os donos da imprensa fazem parte dessa elite empodrecida).

Mais um dossiê falso da Veja

O Estadão teve acesso a esse material, como se pode conferir em algumas notas publicadas sem muito destaque. Obviamente o diretor de redação Ricardo Gandour proibiu que o levantamento continuasse.
Esse falso dossiê foi divulgado pelo Diogo Mainardi – que parece ter se conformado com função única na Veja de ser colunista-sela para jogadas barra-pesadas – e repercutido pelo Ali Kamel no Jornal Nacional. Quando Nelson de Sá, na Folha, apontou a forçada de barra do Jornal Nacional em cima da matéria, Kamel escreveu para o jornal protestando.Aliás, a presteza com que Kamel expõe o jornalismo da Globo a qualquer jogada da Veja mereceria uma análise à parte.
Depois de desmascarada a farsa, o JN se calou.
É evidente que há, por trás, um pesado jogo de interesses econômicos. Quem bancou mais essa jogada?

Por Lúcia Rodrigues

Mais uma vez a revista Veja dá eco a histórias que não se comprovam depois. Foi assim no episódio publicado em 2005 sobre os dólares de Cuba, que teoricamente teriam financiado parte da campanha de Lula à Presidência da República, que conduziu o ex metalúrgico ao Planalto pela primeira vez, em 2002. O semanário também publicou em 2005 reportagem que insinuava que candidatos ligados ao Partido dos Trabalhadores teriam recebido recursos das Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, para o financiamento de suas campanhas.

As fitas com o áudio do diálogo entre o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) reproduzido nas páginas de Veja, também nunca apareceram. Investigação da Polícia Federal não identificou esses grampos que a revista insinuava existir. Segundo a reportagem, essas gravações teriam sido produzidas pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e seriam repassadas a Lula, apesar de afirmar que não necessariamente o presidente tivesse conhecimento disso.

Leia mais »

O APAGÃO DE SERRA

Na foto, como César Maia (e o Aécio e o Ciro também) acha que o Serra é

Saiu na Folha (*), página A9:
“Serra lembra os piores caudilhos”, diz Cesar Maia.

Serra é portador de um “populismo descarado”, diz Cesar.
Ou seja, no Rio, Zé Pedágio teria os votos do Ronaldo Cezar Coelho, aquele que fez a tal pesquisa, e dos três filhos do Roberto Marinho (eles não tem nome próprio).
Em Alagoas, Aécio disse ser “concreta” a possibilidade de Serra não ser candidato a Presidente da República.
Consternado, o Conversa Afiada já disse isso: ele não será candidato.
Aos 44’ do segundo tempo ele vai fugir.
Leia o que o Conversa Afiada já disse sobre a fuga.

Saiu no Estadão, página A6:
“Aécio tem agenda pública com Ciro em Belo Horizonte – gesto político sugere que articulações para eventual acordo com a legenda socialista não se esgotaram.”

É o novo apagão do Zé Pedágio.
Teve o desabamento do Robanel dos Tunganos – clique aqui para ver que o CREA e o Ministério Público vão ter uma conversinha com o Governador.
O obsceno aumento do IPTU de São Paulo.
O Farol de Alexandria se despiu da toga de Guardião da Moral e dos Bons Costumes.
Como é que os tucanos agora vão falar em Ética ?
Dezoito anos para reconhecer um filho – que Ética é essa ?
Em 48 horas, Zé Pedágio leva esses tiros, todos abaixo da linha da cintura.
Zé Pedágio se torna, ao poucos, aquela atração de circo: o pato se mexe e a garotada tenta acertar o pato com um jato d’água.
Os americanos tem uma expressão para isso: o “sitting duck”.
O pato que fica parado e leva o tiro.
Interessante.
Para quem só bate em quem pensa que é fraco, a situação está difícil.

Paulo Henrique Amorim
----